Filmes jogos-trapaças-dois-canos

Publicado em 9 de maio de 2016 | por Eduardo Amorim

0

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes – Pense na bagaceira!

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes (Lock, Stock and Two Smoking Barrels, 1998). Só pelo nome já dá para perceber que esse filme é tudo, menos uma produção comum no mundo do cinema de ação.

Com apenas 1,35 milhão de dólares (acredite, isso é um orçamento pífio mesmo para uma produção inglesa) e nomes como Jason Stathan e Vinnie Jones no elenco, o filme arrecadou mais de 28 milhões de dólares em bilheterias, sendo responsável por elevar à carreira do diretor Guy Ritchie à um novo nível. Teve até seriado na televisão, em 2000, com sete episódios, baseado na trama.

Vale lembrar que além de Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes, o diretor também esteve à frente de Snatch: Porcos e Diamantes (Snatch, 2000), Rock’n’Rolla: A Grande Roubada (RocknRolla, 2008), os dois filmes recentes de Sherlock Holmes (2009 e 2011) e está filmando um novo épico sobre o Rei Arthur (estreia prevista para 2016). “Só”.

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes - everybody

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes

O filme é uma paródia de uma esquete de um show exibido na TV inglesa (The Mitchell and Webb Situation), chamado “Hons, Dons and Two Smoking MA (Oxon)s” onde dois bandidos roubam diplomas do vice-reitor de uma universidade (história, no mínimo, criativa!).

Com o inconfundível sotaque inglês durante toda a obra, quatro amigos – Eddy (Nick Moran), Sabão (Dexter Fletcher), Bacon (Jason Stathan) e Tom (Jason Flemyng) – juntam suas economias e conseguem entrar em uma sessão secreta de jogos de cartas, onde a aposta mínima é 100 mil libras esterlinas.

A treta acontece quando Eddy, o especialista na jogatina, é trapaceado e sai da mesa devendo meio milhão de libras, sob pena de cada um deles começar a perder um dedo a cada dia de atraso caso o débito não seja quitado em uma semana.

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes - harry

Com mais de uma dúzia de personagens principais e sem nenhum protagonista, Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes toma ares de ação sem pausa para respirar a partir do momento em que o grupo decide roubar o estoque de um bando de traficantes que possuem a erva mais sensacional da região, com o plano de vende-la em seguida para um chefão do crime e assim ter dinheiro para quitar sua divída com Harry “Machado” (o sujeito curtia cravar uns machados em suas vítimas, bacana né?).

Para deixar o roteiro ainda mais intrincado e envolvente, o chefão do crime é o mesmo por trás dos traficantes. Ou seja, eles estavam querendo roubar e vender para o mesmo dono da dona Marijuana. Claro que o sujeito não fica nem um pouco feliz com isso.

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes - niggas

Com o humor típico de Guy Ritche, ótimas atuações, muitas reviravoltas, personagens bem construídos e um roteiro complexo, Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes é uma bagaceira do começo ao fim, não dando tempo para respirar, quando você não está rindo certamente está com os olhos vidrados nas cenas de ação e os ouvidos atentos aos diálogos afiados.

Se você procura um filme zica, com muita ação característica dos clássicos dos anos 90 e muita dinâmica, com certeza você deve parar tudo o que está fazendo agora mesmo, curtir este artigo e nossa página no Facebook e correr para assistir Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes!

Observações

*a jogatina e as trapaças foram explicados nesse texto. Quanto aos dois canos, você terá que assistir ao filme!

**como bônus, o filme ainda tem um final inesquecível.

*** Só por que somos muito legais, além do artigo, fiquem com essa arte de brinde:

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes - arte

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes – Pense na bagaceira! Eduardo Amorim
Elenco
Roteiro
Fotografia
Reviravoltas
Bagaceira
Final Mindfuck

Resumo: “Guns for show, knives for a pro.”

4


Tags:




Deixe uma resposta

Voltar ao Topo ↑